Current track

Title

Artist


Ed Sheeran é processado em R$ 576,3 milhões

Por em 31 de março de 2021

O Juiz Ronnie Abrams, de Nova York, rejeitou o pedido do cantor Ed Sheeran de dispensar um dos três processos que o acusam de plágio no hit “Thinking Out Loud” do clássico de 1973 “Let’s Get It On”, do músico Marvin Gaye.

O juiz decidiu que a Structured Asset Sales, que detém um terço dos direitos de “Let’s Get It On” do patrimônio do coautor Ed Townsend, pode processar Sheeran, a Sony Music Publishing e outros envolvidos no registro de direitos autorais de abril de 2020 para uma gravação em estúdio da canção.

“[Esse registro] Permite ao tribunal inferir razoavelmente que o reclamante detém a propriedade dos direitos autorais de 2020″ e pode prosseguir em processo por direitos autorais”, afirmou Abrams.

Apesar da decisão, Ronnie Abrams decidiu colocar o caso em suspensão, alegando uma “sobreposição significativa” da ação do requisitante contra Sheeran pelos direitos de “Let’s Get It On”, com base apenas nas partituras de Marvin Gayle.

A Structured Asset Sales, de propriedade do banqueiro de investimentos David Pullman, busca mais de US$ 100 milhões (R$ 576,3 milhões) em indenização. O registro de 2020 para “Let’s Get It On” supostamente inclui “elementos musicais” que não estão presentes na partitura.

Ed Sheeran foi processado em 2018, sendo acusado de  copiar a “melodia, ritmos, harmonias, bateria, linha de baixo, coral de apoio, tempo, síncope e looping” de “Let’s get it on”.

Os advogados do artista britânico e da Sony não responderam imediatamente a pedidos por comentários.

Compare os hits:


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *